Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amarporinteiro

Aqui verto todos os sentimentos que sinto por uma mulher única e verdadeira nos seus atos. Esta história pode não ter começado num "era uma vez", mas vai acabar num "foram felizes para sempre"

Aqui verto todos os sentimentos que sinto por uma mulher única e verdadeira nos seus atos. Esta história pode não ter começado num "era uma vez", mas vai acabar num "foram felizes para sempre"

amarporinteiro

18
Set18

Companheiro sem rotina e sem nada adquirido

amarporinteiro

Depois de uma mensagem que recebi hoje, decidi escrever sobre amor e o que fazer para o manter.

Conquistar não exige muito esforço. Um pouco de paixão (acompanhada de corações acelerados, ligações diárias e saudades excessivas), de charme e romantismo conseguem isso. Mas, para manter o amor vivo, é preciso muito mais que isso.

Não são raros os amores que começam fervorosos e acabam mais gelados que um iceberg e o motivo, acreditem, não é nada surpreendente: as pessoas esquecem de manter o relacionamento que conquistaram.

Para iniciar o que acabo de escrever, é sobejamente conhecido que um relacionamento tem de ter sempre duas faces: o amor e a paixão. E sim, são dois sentimentos diferentes e paralelos e, por isso, tantas pessoas os confundem. Enquanto o amor é definido pelo companheirismo, pela parceria e pela cumplicidade, a paixão é formada pelo contato da pele, pelo olhar e pela admiração. E, não, um não supre o outro.

Quando amamos temos medo de perder. Protegemos. Cuidamos. Como diz Carpinejar: “porque amor é justamente isso, é ficar inseguro, é ter aquele medo de perder a pessoa todo dia, é ter medo de se perder todo dia. É você se ver mergulhado, enredado, em algo que você não tem mais controle”.

O amor é o mais perfeito antídoto contra o egoísmo que existe. Quando amamos, de verdade, aprendemos a dividir todos os espaços que temos numa vida a dois. A paixão nos faz sentir vivos, alegres, completos.

Gabriel García Marquez tinha um dos mais sensatos pensamentos sobre a paixão: “como provar aos homens o quanto estão enganados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saber que envelhecem, justamente, quando deixam de se apaixonar?!”

O problema está em manter o que foi conquistado. Existe uma grande ilusão, criada pela sociedade, de que tudo o que foi conquistado é nosso por direito. Grande erro!

A grande verdade é que, grande parte das mulheres nunca sabem o que querem e, dos homens, é que nunca valorizam o que já possuem. E vice-versa, até mais no caso dos homens é que isto acontece.

Amor exige extremo cuidado e atenção diária.

É preciso cuidar do que nos é sagrado! Amor é coisa para gente grande e única. Grande de idade, alma e espírito. Drummond na sua mais alta sabedoria dizia que “não podíamos permitir que a rotina nos cegasse a ponto de não enxergarmos o essencial: por isso, preste atenção nos sinais – não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.”

As pessoas perderam-se um pouco nesse conceito de independência. Conquistamos o nosso espaço no mundo, atuamos em carreiras profissionais diversas, somos livres para decidir se queremos ou não casar, mas ainda continuamos carentes de amor. Não sabemos dar e receber afeto. Não sabemos amar sem ter ciúmes, não sabemos casar sem ter um papel que indique posse. Simplesmente, não sabemos!

Amor vai além de tudo isso. Amor é quando, mesmo sem precisar de ninguém desejas estar ao lado de alguém especial. Alguém disposto a fazer dar certo, sem traumas e sem cobranças. Resumindo: um companheiro de vida. De vida toda!

São esses os sentimentos que nos fazem começar uma história. E são eles que nos deveriam motivar a continuar. Então, pensem bem…o amor pode sim acabar, mas isso depende sempre da decisão de cada um de nós.

Eu, na minha relação, sou um companheiro, sou paixão, sou amor, sou amigo, sou pai, mas, acima de tudo, sou homem que na sua humilde vivência diz que te AMA DESDE AQUI ATÉ À LUA E DESDE A LUA ATÉ AQUI.

raquel_souza_de_engana_se_quem_pensa_que_o_amor_e_

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub