Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amarporinteiro

Aqui verto todos os sentimentos que sinto por uma mulher única e verdadeira nos seus atos. Esta história pode não ter começado num "era uma vez", mas vai acabar num "foram felizes para sempre"

Aqui verto todos os sentimentos que sinto por uma mulher única e verdadeira nos seus atos. Esta história pode não ter começado num "era uma vez", mas vai acabar num "foram felizes para sempre"

amarporinteiro

25
Jan18

Regar o amor... todos os dias!

amarporinteiro

Que dizer do amor? O amor é como uma planta que deve ser regada pelas duas pessoas que se amam.

Acredita que não fui eu quem disse que o amor e uma planta, li isso num qualquer lugar, mas sei que concordo com ela. Sabes porquê? Quanto mais não fosse, neste local que criei para ti a 12 de outubro de 2017, rego o amor que sinto por ti todos, mas não é só isso, porque o tenho feito também com atos.

Amar-te é bom, bonito, poético, apaixonante e fácil, porque o amor que sinto por ti é dos mais lindos sentimentos que alguma vez consegui ter.

Desde que te amo, a minha vida ganhou cor, presto atenção a coisas fáceis da vida e mantenho o meu sorriso fácil, porque o meu coração brota a felicidade que sinto.

Amar é fácil, mas manter o amor requer “habilidades” que precisam de ser praticadas todos os dias, de forma ininterrupta, para toda a vida. Como se mantém o amor? É uma questão pessoal e está sempre ligada às necessidades de cada um.

Nunca te digo que te amo e xau numa palavra só. Mantenho o amor por ti com base no que sinto e nas minhas atitudes para contigo.

Não utilizo as redes sociais para te dizer o quanto me fazes bem, porque, acredito, que o amor vem de uma casta mais simples, bem simples, humilde e que não está relacionado a grandes feitos para existir…

Eu vejo o meu amor por ti como uma planta valente e muito forte, que resiste ao clima frio, ao calor escaldante, às chuvas torrenciais e recupera o seu vigor sempre que é regada com carinho, afeto, atenção, cuidado…

Cada vez mais acredito, como já o escrevi aqui, que o amor é uma planta para se regar todos os dias, pelas duas partes que se amam.

O amor, na minha concepção, precisa de coisas pequenas, simples e que devem ser permanentes numa relação. Exemplos: Dizer, olhos nos olhos, o quanto te amo, o quanto te admiro, o quanto tenho orgulho em ti, sem que nenhuma palavra seja, necessariamente, ser pronunciada. Precisa também do cafuné sem hora marcada, o beijo com paixão, os pés a tocarem-se debaixo do cobertor, as mãos entrelaçadas, o elogio pela roupa, pela aparência, pela atitude, pelo caráter, a mão na testa para verificar a temperatura, o filme com pipocas na sala de casa, carinho, atenção, afeto, cuidado, respeito, admiração declarada… São coisas simples, sabes? E gratuitas! E sabem e fazem bem ao amor.

Tenho tudo isto contigo? Sim, na maior parte da nossa vida a dois sim. Tenho tudo e, por isso, dizes o que pensas em relação ao que te dou.

Mas o que dou e faço é porque TE AMO de forma única e incondicional.

Não quero que o nosso amor seja afetado por duas pragas teimosas, ervas daninhas das relações: o comodismo e a rotina. Quando nós temos certeza do sentimento, às vezes até nos esquecemos de colocar água no vaso da planta. Não quero isso e, nesse sentido, rego o meu amor por ti todos os dias, nem que seja neste cantinho.

O tempo, os laços, as “mudas”, o amadurecimento do sentimento, o conhecer um ao outro fortalece mesmo o amor. Torna muitos processos mais fáceis, conhecemos a outra pessoa, a forma como ela respira, reconhecemos o olhar, sabemos a sua cor preferida, que sons a irritam ou a acalmam, como ela gosta do bife… O tempo e a rotina tornam as coisas mais fáceis. Mas também nos acomodam. Nós sabemos que o outro está ali e sabemos que precisamos cuidar dele, mas trocamos beijos por selos, a química (com sorte) torna-se sabática, as demonstrações de afeto e admiração resumem-se ao “tu sabes, eu não preciso dizer toda hora”.

Precisa sim! Precisa dizer-se a toda hora, precisa de ser regado todos os dias, precisa de manter-se constantemente acesa aquela chama que despertou os sentimentos iniciais, porque eles é que são o combustível da relação.

Toda a gente quer um amor na vida… para a vida. Mas amar dá trabalho. O amor é essa planta bonita e que nos engana com a sua força de vontade em existir, mas que esconde uma fragilidade perigosa. Presumo que se ela falasse, diria todos os dias “cuida de mim, por favor”.

Por isso, meu AMOR, eu cuido do nosso amor todos os dias, regando-o todos os dias, com atos e palavras.

 

m000106301.jpg

 

 

 

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub